segunda-feira, 14 de junho de 2010

Você já se sentiu sozinho em meio a multidão?

Em meio a minha caminhada de vida tenho encontrado pessoas cheias de indagações, indagações estas que revelam um coração que pulsa sem acreditar num futuro melhor, são pessoas que foram tomadas pelas dúvidas, incertezas e frustrações. Muitas destas pessoas tem me dito: Porque me sinto tão só? Porque não encontro estímulos para minha vida?

Como é que alguém pode sentir-se só em meio a um "tantão" de gente ao redor?. Bom, é simples, um lugar cheio de pessoas que você não conhece, ninguém se quer olha para você ou te cumprimenta e que muitas vezes até te despreza.

Ás vezes são pessoas que trabalham na mesma empresa, moram no mesmo prédio que você.. enfim sabem que você existe, mas ninguém te da a mínima. Se você se sente assim, ou já se sentiu, você não é o primeiro e nem será o último.

Então se você se sente só. Procure fazer a diferença. Tente ser educado, puxar conversa. Se o ambiente for ruim, faça algo ou pense em algo positivo que te faça bem. Se as pessoas são estranhas, porque ser estranho também? Se são mal-educadas, tente ser educado. Procure ser diferente. E mais do que tudo isso, busque a Deus! Peça a Ele que te traga confiança e conforto. Isso mesmo, Confie! Tenha fé! Creia. Isso sim é a nossa maior motivação.


Autor: Oziel Rogério Santos

Para Pé Verde

sexta-feira, 4 de junho de 2010

O que é isso?

video


Esse vídeo, me fez pensar como a vida passa depressa.... Essa cena do pai ao lado do filho, fazendo-lhe perguntas, sem que ele lhe desse nenhuma atenção e se irritasse com ele, vem nos mostrar, como não sabemos dar valor muitas vezes para as pessoas mais importantes de nossa vida.
Passamos tanto tempo ao lado das pessoas que mais amamos, e mesmo assim somos capazes de rejeitá-las, de ignorá-las e de muitas vezes magoá-las. Pessoas que esquecemos que não estarão para sempre ao nosso lado, e que não seja necessário perdê-las para podermos verificar o quanto faltou de nossa parte atenção, cuidado, carinho, amor....
Comecemos hoje, lembre-se sempre que as pessoas mais próximas de nós, também precisam do nosso "bom dia", de um abraço, de um Eu Te Amo.

Autora: Gláussia Gil Reales da Silva
para Pé Verde